quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Por que acontece a chuva ácida?





Esse fenômeno tem a ver com a poluição. A chuva ácida é resultante da reação química que ocorre entre os compostos de enxofre, nitrogênio e outros liberados pela queima dos combustíveis fósseis e pelo vapor d'água da atmosfera, na presença da energia solar, resultando em ácido sulfúrico (H2SO4) e ácido nítrico (HNO3), que se precipitam em forma de partículas de chuva, e cuja acidez varia com a concentração e o local, sendo considerada ácida quando p pH for inferior a 5,0.


Quais são os efeitos?
A chuva ácida pode contaminar o solo, as plantações, os rios e os lagos, que levam as substâncias venenosas trazidas da atmosfera até locais muito distantes de seu ponto de origem.As chuvas ácidas causam grandes estragos por onde elas passam. Destroem florestas, queimando as folhas das árvores, tornando o solo ácido ou provocando sua erosão. Quando atingem os rios e lagos, mata peixes e outros organismos aquáticos. Quando a água contaminada é consumida por uma pessoa, pode ocasionar problemas de saúde, inclusive distúrbios no sistema nervoso .


Como podemos evitar?


Não podemos evitar as chuvas ácidas, mas podemos diminuir a emissão desses poluentes que a provocam, o dióxido de enxofre e o dióxido de nitrogênio. Reduzindo a queima de combustíveis é necessário mudar as fontes de energia, utilizando energia solar e eólica (dos Ventos) que não poluem o ar. Um outro fator básico para a diminuição desta emissão seria utilizarmos filtros catalisadores nos escapamentos dos carros, melhorar as condições de transportes públicos, uma fiscalização mais efetiva nos emissores de poluentes (veículos, indústrias, etc.).


Quais os riscos para a saúde?

Suspeita-se da existência de riscos indiretos para a saúde humana, causada por metais como chumbo, cobre, zinco, cádmio e mercúrio, liberados dos solos e sedimentos por causa do aumento da acidez. Esses metais podem atingir as águas subterrâneas, rios, lagos e correntes usadas para a provisão de água potável e ser introduzidos nas cadeias alimentares que chegam ao homem. Deste modo, o homem pode apresentar sérios problemas neurológicos após anos de ingestão de água de chuva não tratada ou através do peixe contaminado por metais pesados.


Quais os efeitos da chuva ácida sobre o solo e a vegetação?

A solubilidade de metais potencialmente tóxicos como o alumínio, manganês e cádmio são dependentes do pH e aumentam rapidamente com a diminuição do pH da solução do solo. O alumínio é fitotóxico e causa prejuízos ao sistema de raízes, diminuindo a habilidade das plantas para absorver os nutrientes e a água do solo, afetando o crescimento das sementes e a decomposição do folhedo, e interagindo com os ácidos para aumentar o prejuízo às plantas e aos ecossistemas aquáticos. Outro efeito líquido sobre a vegetação é a redução no seu crescimento ou, no pior caso, a morte, devido não só à lixiviação dos nutrientes como o magnésio e o potássio pelo percolado ácido, mas também por causas secundárias afetando a planta enfraquecida.

O ar poluído pode ser transportado?

Quando uma indústria emite gases e material particulado para a atmosfera, podemos ver que a fumaça "viaja" pelo ar. Desta forma, quando chover, esses contaminantes poderão ser depositados longe das fontes emissoras.
Por exemplo, no Pólo Petroquímico de Cubatão (perto de Santos - SP) são emitidas toneladas de SO2 na atmosfera por ano, e a chuva que cai em cidades não industrializadas, a mais de 100 km de distância, muitas vezes é ácida por causa dessas indústrias. O SO2 produzido pela queima do carvão na Termoelétrica da Candiota no Rio Grande do Sul chega até o Uruguai, prejudicando o meio ambiente também daquele país. Esta é a chamada poluição trans-fronteiriça,isto é, ultrapassa as fronteiras de um pais.

Nenhum comentário: